top of page
  • Foto do escritorDavi Paes e Lima

Escola de cães-guias em Balneário Camboriú busca por voluntários socializadores

Período de socialização tem duração de 15 a 18 meses e os socializadores receberão orientações e suporte da Escola Helen Keller

A Escola de Cães-Guias Helen Keller, instituição dedicada à formação e treinamento de cães-guias para pessoas cegas ou com baixa visão em Balneário Camboriú, anuncia a chegada de oito filhotes da ninhada L. Este evento marca o início de um novo ciclo de preparação, com mais de dois anos de trabalho árduo e dedicação, até que esses cães se formem como guias confiáveis e eficientes.

 

Com a chegada dos novos filhotes, a Escola Helen Keller está em busca de voluntários socializadores, que desempenharão o papel de “apresentar o mundo” ao futuro cão-guia. Esta é uma responsabilidade crucial durante a fase de crescimento do filhote, na qual ele receberá amor, companhia e a oportunidade de interagir na sociedade, preparando-se para as experiências que compartilhará no futuro com seu tutor ou tutora com deficiência visual.

 

O período de socialização tem a duração de 15 a 18 meses e os socializadores receberão orientações e suporte contínuos da equipe Helen Keller. Todos os custos relacionados, como vacinas, alimentação, cuidados veterinários e demais necessidades do filhote, serão inteiramente cobertos pela instituição.

Como participar?

 

Os voluntários socializadores devem ser maiores de 18 anos e residir em locais que ofereçam condições adequadas de segurança para o cão. Durante o período de socialização, o filhote viverá dentro da residência com seus cuidadores, sendo gradualmente introduzido a novos ambientes, situações e rotinas diárias.

 

É importante ressaltar que o acesso do cão em socialização aos ambientes públicos é garantido pela Lei 11.126/2005 e Decreto 5.904/2006, assegurando uma integração efetiva na sociedade.

 

De acordo com Elis Busanello, presidente da Escola Helen Keller, desde que a Instituição se recuperou das dificuldades vividas até 2021, cada ação tem o objetivo de renovar a esperança de quem espera por um cão-guia. E este trabalho é colaborativo, entre a equipe técnica, os voluntários socializadores e os apoiadores.

 

“Nós fazemos um apelo às pessoas que podem assumir esta importante e nobre tarefa de socializar um cão-guia, pois contribuir para a inclusão social traz significado e propósito à vida. Além disso, os cães-guias da Escola Helen Keller têm reconhecimento nacional, e quem os socializa faz parte da realização de um grande sonho, de quem precisa deles para ter autonomia, segurança, mobilidade e liberdade”, destaca Elis.

 

Para mais informações sobre como se tornar um voluntário socializador, entre em contato através do endereço presidencia@caoguia.org.br ou pelo telefone (47) 99633-1857.

 

Mais imagens para divulgação:



Comments


bottom of page