top of page
  • Foto do escritorDavi Paes e Lima

O Negócio da Moda: como foi o primeiro dia do ONDM Brasil 2023 em Balneário Camboriú

Palestra com o consultor Carlos Ferreirinha foi um dos destaques na programação; evento - que segue até nesta quinta-feira (5) - já tem duas edições confirmadas para 2024

Na última terça-feira (3), ocorreu a abertura do evento O Negócio da Moda – ONDM Brasil 2023, no centro de eventos Expocentro BC, em Balneário Camboriú. Com uma programação repleta de conteúdos divididos entre talks e palestras com especialistas de renome no circuito da moda brasileira, o evento também atraiu milhares de visitantes para a feira de negócios destinada a confeccionistas em um espaço de 8,5 mil metros quadrados. Com mais de 90 marcas expositoras, a feira oferece uma ampla variedade de produtos e serviços que atendem ao segmento da confecção.

A palestra do consultor Carlos Ferreirinha foi uma das mais prestigiadas no primeiro dia do ONDM 2023

- foto Divulgação


De acordo com o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, a realização de “um evento dessa grandeza, dessa excelência, traz um público qualificado para a cidade e movimenta a economia”. Segundo Fabrício, há o intuito de “vocacionar a cidade na área de inovação, principalmente na área da indústria têxtil, na área da moda, para trazer núcleos pensantes para Balneário Camboriú, que é uma cidade que dita comportamentos e passa a ser um laboratório de experiências inovadoras”.


Abrindo a programação, Marcella Kanner, diretora do Instituto Riachuelo, e Viviane Lunelli, presidente do Grupo Lunelli, discutiram as oportunidades que transformam vidas no mercado da moda, em um painel mediado pela diretora da marca de pijamas Mensageiro dos Sonhos, Rita de Cássia Conti. Na sequência, Caetano Laudelino, fundador da Multiplier (startup focada em vendas) e CEO da GL Têxtil, que alcançou R$ 1 bilhão em vendas em 2021, falou sobre a importância da inteligência comercial na palestra “Destravando as vendas do seu negócio”. “É a minha primeira vez no ONDM, mas já ouço há muito tempo falar sobre o evento e sobre o Ivan Jasper, um cara apaixonado e que vai fazer a diferença no setor têxtil; a gente precisava de um movimento (como esse) para conectar as empresas, para estarmos juntos, falar de mercado, trocar as nossas dores e também facilitar os caminhos de quem atua no ramo”, declarou Caetano, logo após a sua palestra.

Feira de Negócios no ONDM Brasil 2023 - foto Divulgação


Em seguida, Carlos Eduardo Luciani, gerente de compras do Departamento de Moda da Havan, e Renan Tolotti, da Arrazantty Fitness, abordaram os desafios na escolha de produtos, insumos e fornecedores para grandes marcas em um talk mediado pela empreendedora e criadora da marca “Meu Armário Favorito”, Chai Demarchi. “O desafio de conseguir bons fornecedores de insumos tanto para confeccionadores quanto para nós lojistas, que trabalhamos com o produto final, é muito grande, porque precisamos ter os indicadores do fornecedor, uma parceria e um bom relacionamento. E nesse bate-papo eles nos contaram o que fazem no dia a dia para minimizar esses riscos de trabalhar com os fornecedores”, declarou Chai.


Uma das palestras mais aguardadas do primeiro dia, Carlos Ferreirinha, ex-presidente da Louis Vuitton Brasil e CEO da MCF Consultoria, a primeira especializada em gestão de luxo na América Latina, falou sobre a urgência das marcas e empresas estarem atentas às constantes transformações nos hábitos de consumo e mudanças que o mercado está passando, em ritmo cada vez mais acelerado. Na palestra “O que o futuro espera de nós?”, Ferreirinha destacou a importância das marcas e profissionais se tornarem “desejáveis”, citando a palavra “desejabilidade” como uma das tendências para o ano de 2023 em suas consultorias para diversas marcas.


Além disso, Ferreirinha citou como exemplo marcas tradicionais e conceituadas como a Ferrari e a Hermès, que estão se mostrando mais flexíveis, tanto nas áreas de comunicação e marketing como também na área de produtos, adaptando e lançando novos produtos que atendam ao desejo dos clientes, algo que até pouco tempo atrás era considerado impensável por conta da cultura mais rígida e conservadora das empresas.


O evento “O Negócio da Moda” segue até nesta quinta-feira, dia 5 de outubro, com muito conteúdo com especialistas na indústria têxtil e a feira de negócios para confeccionistas, no Expocentro BC.

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, com o empresário Ivan Jasper _ foto Divulgação


Expansão para outros estados e próximas edições


O brusquense Ivan Jasper, idealizador e principal nome à frente da realização do evento O Negócio da Moda, comemorou os bons resultados - em negócios, conexões, alto nível dos palestrantes e número de visitantes - durante o primeiro dia do ONDM Brasil 2023, compartilhou conquistas recentes do projeto e já adiantou algumas novidades do que está por vir. “Recém realizamos no último mês de agosto a primeira edição do ONDM na cidade de Santa Cruz de Capibaribe, em Pernambuco, outro importante pólo têxtil do Brasil, onde fomos muito bem recebidos e já prevemos retornar em 2025”, adianta Jasper.

Para o ano de 2024, já estão confirmadas duas edições do evento O Negócio da Moda: nos dias 15 e 16 de maio o ONDM chega pela primeira vez em Goiânia (GO), que, segundo Ivan Jasper, “é mais um expressivo pólo têxtil do nosso país”, e nos dias 22, 23 e 24 de outubro a feira volta a ser realizada no ExpoCentro BC, em Balneário Camboriú.


Novo formato: consolidação da feira de negócios


Desde a sua criação, em 2015, o formato d’O Negócio da Moda, vem passando por muitas transformações. “Nós começamos muito focados no compartilhamento de inteligência, em conteúdo, tendo poucos expositores e mais palestras; porém, identificamos esse potencial da geração de negócios e conexões, não apenas entre expositores e visitantes, mas também entre os próprios expositores. São os expositores que mantêm e fortalecem o evento. E como o próprio nome do evento já diz, é ‘o negócio da moda’”, explica Jasper.


O formato de feira de negócios, reunindo dezenas de expositores e muitas possibilidades de negócios durante os dias de realização do ONDM, já era um sonho antigo do criador. “Desde 2015 nós já sonhávamos com uma edição no Expocentro, já era previsto no nosso planejamento”, finaliza Ivan, confirmando que esse novo “desenho” do ONDM veio para ficar - e se expandir ainda mais.



Comments


bottom of page